refúgios
2022,  crayon e aquarela sobre papel, dimensões variáveis

As linhas se torcem num passeio sobre a superfície, lembram ora caminhos, ora galhos secos, ora rizomas com nuances de cor. Em outras camadas surgem tentativas de ligação-cor, conexão entre vazios os quais delimitam refúgios, esconderijos para subjetivações, montagem de afetos.

A série Refúgios é uma pesquisa de linhas de refúgio, espaços-cor-repouso entre ruínas. Talvez, assim, desenha-se com essas linhas de refúgio possibilidades de linhas de fuga, uma intenção de fruir alguma esperança em tempos de incertezas.

Os desenhos formam uma possibilidade de paisagem. Uma noção de ligação entre os desenhos se dá pela proximidade de cores que montam trajetos dentro de arranjos espaciais entre os refúgios.